quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Graça para Obedecer - Romanos 1:5

Pelo qual recebemos a graça e o apostolado, para a obediência da fé entre todas as gentes pelo seu nome (Romanos 1:5)


Cristo não diminui as exigências da lei. Em linguagem inconfundível apresenta a obediência a ela como condição da vida eterna — a mesma condição requerida de Adão antes da queda. O Senhor não espera agora menos de nós, do que esperava do homem no Paraíso, obediência perfeita, justiça irrepreensível. A exigência sob o pacto da graça é tão ampla quanto os requisitos ditados no Éden — harmonia com a lei de Deus, que é santa,justa e boa. ( EGW - Parábolas de Jesus 212.5)

Os homens precisam saber que as bênçãos da obediência, em sua plenitude eles só podem fruir à medida que receberem a graça de Cristo. É Sua graça que dá ao homem poder para obedecer às leis de Deus. É isso que o habilita a quebrar as cadeias do mau hábito. Esse é o único poder que pode colocá-lo e conservá-lo firme no caminho do direito. (EGW - Ciência do Bom Viver, 115.1)

Materiais disponíveis:
  1. Melodia (37) na Playlist para ouvir online;
  2. Download da letra cifrada e partitura em pdf;
  3. Download da melodia cantada em mp3;
  4. Download do playback em mp3.

Classificação
  • Execução fácil
  • Duração curta

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Deus abençoe esse instrutivo ministério.

    “A energia criadora que trouxe à existência os mundos, está na Palavra de Deus. Essa Palavra comunica poder e gera vida. Cada ordenança é uma promessa; aceita voluntariamente, recebida na alma, traz consigo a vida do Ser infinito. Transforma a natureza, restaurando-a à imagem de Deus.” Ed 126

    “A familiaridade com a Palavra de Deus é nossa única esperança.” Mensagens Escolhidas, v.1, p. 228

    "Edificai um muro de passagens bíblicas ao vosso redor, e vereis que o mundo não poderá demoli-lo. Entesourai as Escrituras na memória e retrucai então a Satanás quando ele vier com as suas tentações: "Está escrito." Foi dessa maneira que nosso Senhor enfrentou as tentações de Satanás e resistiu a elas." Review and Herald, 10 de abril de 1888. Apud Eventos Finais p.59

    ResponderExcluir