quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Batendo à Porta - Apocalipse 3:20



Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. (Apocalipse 3:20)

Pelo menos duas mensagens principais, de sentimentos opostos, são destacáveis desse verso:

1) Traz alegria e regozijo saber que Aquele por meio de Quem tudo se fez, nosso Salvador, é tão amoroso que vai até nossa morada e delicadamente bate à porta do nosso entendimento (ou coração) nos chamando das trevas para a luz. Ele jamais força a entrada pois Seu governo é baseado em livre arbítrio. Apela aos seus filhos particular e individualmente, pois é um Deus pessoal.
Jesus aguarda a nossa decisão de abertura para entrar, e nos promete cear conosco, repartir o pão, fazer parte da nossa vida no círculo mais íntimo.

2) Traz perplexidade e temor saber que se Ele bate e quer entrar, é porque está do lado de fora. Este apelo de Jesus acha-se no contexto da mensagem a Laodicéia, o último período da história da igreja de Deus na Terra antes de Seu retorno. Esta que deveria recebê-lo como uma noiva recebe seu noivo, corre o risco de perdê-lo eternamente se demorar muito em atender ao Seu chamado. Em cânticos vemos retratada essa terrível possibilidade:

"Eu dormia, mas o meu coração velava; e eis a voz do meu amado que está batendo: abre-me, minha irmã, meu amor, pomba minha, imaculada minha, porque a minha cabeça está cheia de orvalho, os meus cabelos das gotas da noite.
"Já despi a minha roupa; como a tornarei a vestir? Já lavei os meus pés; como os tornarei a sujar?
"O meu amado pôs a sua mão pela fresta da porta, e as minhas entranhas estremeceram por amor dele.
"Eu me levantei para abrir ao meu amado, e as minhas mãos gotejavam mirra, e os meus dedos mirra com doce aroma, sobre as aldravas da fechadura.
"Eu abri ao meu amado, mas já o meu amado tinha se retirado, e tinha ido; a minha alma desfaleceu quando ele falou; busquei-o e não o achei, chamei-o e não me respondeu."

Se hoje ouvirmos o Seu chamado, não endureçamos o coração.


Materiais disponíveis:
  1. Melodia (36) na Playlist para ouvir online;
  2. Download da letra cifrada e partitura em pdf;
  3. Download da melodia cantada em mp3;
  4. Download do playback em mp3.
Classificação
  • Execução de dificuldade média
  • Duração curta

domingo, 31 de maio de 2015

Humildemente com Teu Deus - Miquéias 6:8



“Footprints On The Beach Sand” by foto76
- FreeDigitalPhotos.net - 
Nos tempos da apostasia em Judá e Israel, muitos perguntavam como deveriam apresentar-se a Deus para serem aceitos: "Com holocausto? com bezerros? muitos carneiros e muito azeite?" A resposta veio por meio do profeta Miquéias: "Ele te declarou ó homem o que é bom; e que é que o Senhor pede de ti senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com teu Deus?" (Miquéias 6-8).

Essa mensagem era apenas um eco daquela dada por Moisés antes da entrada em Canaã: "Agora, pois ó Israel, que é que o Senhor pede de ti, senão que andes em todos os Seus caminhos, e O ames e sirvas ao Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda tua alma, para que guardes os mandamentos do Senhor, e os Seus estatutos que hoje te ordeno para o teu bem?" (Deuteronômio 10:12-13)

As tábuas da lei dadas a Moisés eram de pedra azul, retirada da base do trono de Deus. A lei foi entregue pelo próprio Cristo, a Rocha de Israel. Simbolicamente ele estava doando-Se a Si mesmo, o Deus de amor revelando-Se ao Seu povo em palavras: o Verbo.

Dessa mesma lei, quando Jesus andou na Terra, ele atesta que o resumo é: "Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos depende toda a lei e os profetas" (Mateus 22:36-40).

Agora estamos novamente às portas de Canaã. Novamente revivendo os mesmos problemas. Que por meio do Espírito Santo possamos compreender que não há contradição entre a lei e a graça de Jesus. Elas são uma só coisa, assim devemos ser um povo com Cristo como Cristo com Deus. Que possamos viver o cristianismo prático que dará testemunho a todas as gentes.

Materiais disponíveis:
  1. Melodia (35) na Playlist para ouvir online;
  2. Download da letra cifrada e partitura em pdf;
  3. Download da melodia cantada em mp3;
  4. Download do playback em mp3.
Classificação
  • Execução fácil
  • Duração curta

terça-feira, 7 de abril de 2015

Folhas em Coral - A ação do Espírito

Esta é uma canção infantil cujo tema é a dependência de Deus, principalmente do Espírito Santo para operar o querer e o efetuar na vida dos nossos pequeninos (Filipenses 2:13).

A exemplo do método de Jesus para a fixação de uma lição espiritual, a ilustração usada é a das folhas que soam quando sopradas pelo vento anunciando a chuva.

Tanto o vento quanto a chuva são símbolos da ação do Santo Espírito, e nesses dias é importante preparar as crianças para receber a chuva especial prometida para os últimos tempos com o fim de amadurecer a colheita que Jesus está esperando ceifar, quando vier com a foice na mão e em glória. (Deuteronômio 11:14, Apocalipse 12:14,15)

Vale a pena conhecer e cantar a música alegre de Rafael Lindemute com letra de Mariana Carnassale.

Materiais disponíveis:
  1. Download da letra cifrada e da partitura para piano e voz em pdf;
  2. Download da melodia cantada em mp3;
  3. Download do playback em mp3.
Características
  • Execução fácil
  • Música alegre
  • Escrita para execução com swing (em lugar de duas colcheias como escrito, executar a primeira colcheia "mais longa" e a segunda "mais curta")
  • Três estrofes + coro
Abaixo a letra da música: 

FOLHAS EM CORAL
Letra: Mariana Carnassale
Música: Rafael Lindemute

Ouvi o vento reger as folhas num coral
Anunciando a chuva no som do vendaval.
Como o vento, ó vem, Senhor, soprar também em mim
Pra eu poder cantar assim.

CORO:
     As folhas nenhum som fazem
     Se o vento não as soprar.
     Assim também, sem Ti,
     De nada vale o meu can-tar.

O som de uma folha só é tão pequeno, eu sei,
Mas, junto ao grande coro, bem alto cantarei,
Anunciando Tua Palavra e a Tua obra em mim
Até que a chuva venha, enfim.

CORO

Quando o Espírito Santo em chuva a nós então descer
E a obra nesta Terra findarmos com poder,
O universo será unido em uma só canção:
Já é chegada a Redenção!

terça-feira, 24 de março de 2015

Bem Junto a Cristo - HASD 392


Hinário Adventista do Sétimo Dia - 392

Música e Letra
: Lelia Naylor Morris (1862-1929)
Título Original: Nearer, Still Nearer
Texto Bíblico: Como o Pai me amou, assim também eu vos amei; permanecei no meu amor. (João 15:9)

Este é um hino muitíssimo cantado em nossa igreja.

A autora do hino é de origem metodista e começou a escrever hinos quando tinha cerca de 28 anos. Aos 51 anos ela começou a perder a visão e seu filho comprou um grande quadro com pautas igualmente grandes, para que ela pudesse continuar compondo e escrevendo música. É autora de mais de 1000 composições cristãs.

Nelia traduz nesse hino o anseio de todo o cristão sincero: Depois de entregar nosso bem mais precioso (um coração impuro), estar junto a Cristo, desfrutando a paz do perdão, da purificação e da esperança de uma pátria eterna em que impera o amor.

No Hinário Adventista, a tonalidade do hino é Ré Bemol Maior. Difícil para tocar no violão. Por isso a seguir está cifrado em Dó Maior. Assim, se você quiser que soe na tonalidade original, é só colocar o capo na primeira casa do braço do violão. Na figura abaixo o capo está na terceira casa.




Bem Junto a Cristo em Dó Maior


C                  G/B   Am  F          C
Bem junto a Cristo eu  quero estar,
F                  C              Am          G
Bem junto a cruz doce paz desfrutar.
C               G/B  C   F   G   F     G
Sim, ao teu pei-to   eu busco a paz,
C     F       C           G  G7   C
Pois teu amor divinal satisfaz!
F    G/B F   C   G#7  C   Em  G7   C
Pois teu  a-mor divi - nal sa -  tis - faz.

C              G/B   Am  F          C
Não trago nada mais ao Senhor,
F          C            Am          G
Só este meu coração pecador,
C          G/B  C   F   G   F  G
Mas te supli-co em contrição,
C     F      C              G  G7   C
Oh salvador dá-me paz e perdão!
F   G/B F  C   G#7     C   Em  G7      C
Oh Sal-va-dor dá-me paz e         perdão!

C                  G/B    Am  F          C
Sim, quero a Cristo bem junto estar,
F             C              Am         G
Té lá no além conseguir aportar.
C         G/B  C   F   G      F    G
Oh, lar eter-no, lar de esplendor!
C   F    C                  G  G7      C
Lá estarei junto ao meu Salvador.
F   G/B F   C  G#7      C    Em  G7   C
Lá can-ta-rei    todo o Seu grande amor.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Faça Paz Comigo! Isaías 27:5

Courtesy of Evgeni Dinev at FreeDigitalPhotos.net
Todo ser humano é testemunha da guerra que se trava dentro de sua própria mente ao querer escolher o certo, tendo prazer no que é errado. Quando aceitamos o evangelho compreendemos palidamente a natureza das forças que influenciam nossas escolhas e a fraqueza de nossa carne.

Deus promete em Isaías 27 que, naquele dia, a sua espada castigará a serpente e matará o dragão, mas enquanto não estamos livres da influência do inimigo Ele guardará a Sua vinha, ou Seu povo. Então, convida a todos os homens e mulheres a que se apoderem de Sua força e a fazerem paz com Ele imediatamente.

Rejeitar o convite implica em permanecer cativo do pecado - a lei do dragão-, mas ao aceitar, o poder disponível para vencer o maligno é a espada da Palavra sagrada. "Todo homem é livre para escolher o poder que o regerá.(...) Os que consentem em entrar com o Deus do Céu num concerto, não serão deixados entregues ao poder de Satanás, ou às fraquezas de sua própria natureza." (DTN 174)

Deus promete a seu povo que tirará os presos das mãos dos valentes que os dominam e os remirá. Ele Próprio lutará com os inimigos de Israel e lhes dará força e paz, a paz de viver de acordo com sua vontade a partir de agora.

Materiais disponíveis:
  1. Melodia (34) na Playlist para ouvir online;
  2. Download da letra cifrada e partitura em pdf;
  3. Download da melodia em mp3.
Classificação
  • Execução fácil
  • Duração curta

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Terra e Céu Unidos no Serviço - PP, 574

A lei do Céu é o amor e este se manifesta nos mínimos atos da vida. Quando nos empenhamos no serviço diário com os olhos da alma voltados para cima, podemos contemplar Jesus vindo à Terra para viver como uma pessoa simples e experimentada nos trabalhos, aprendendo o ofício de carpinteiro com seu pai terrestre, ainda que sua principal missão na Terra fosse o resgate do pecador.

Eliseu foi um grande profeta e recebeu duas vezes a porção do Espírito concedida a Elias, seu professor. Quando recebeu o chamado, apesar de pertencer a uma família rica, teve por maior glória servir a Deus e dar as costas a todas as vantagens temporais, desprezando sua herança material por uma muito mais durável. E como ele iniciou o serviço a Deus? Fazendo coisas tão simples como lavar as mãos do profeta e atender às suas necessidades básicas.

Os anjos também se alegram no serviço. Sendo cidadãos da "cidade" onde Deus habita, deixam constantemente este lugar aprazível para servirem à salvação do homem neste mundo cheio de sujeira, fedor, e maldade.

Ellen White diz que: "O cumprir todo o dever como sendo ao Senhor lança um encanto ao redor da mais humilde ocupação e liga o obreiro na Terra com os seres santos que fazem a vontade de Deus no Céu." (Patriarcas e Profetas, 574). Este é o texto musicado que publicamos hoje.

Que ao cumprir cada pequena parte das nossas atribuições, tenhamos a honra de trabalharmos em equipe com anjos santos e o próprio Deus. Cantar esta alegre melodia durante o trabalho, composta por Polyana Coutinho, vai ajudar no senso da presença dos anjos conosco e também na certeza de que Deus valoriza as mínimas coisas que fazemos com o coração cheio de louvor.

Materiais disponíveis

Melodia (33) na Playlist para ouvir online;
Download da letra cifrada e partitura em pdf;
Download da melodia em mp3.

Classificação
  • Execução de dificuldade média
  • Duração média
  • Animada e apropriada para público infantil








quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Súplica - HASD 411

Hinário Adventista do Sétimo Dia - 411
Música: George Christoph Strattner (1650-1704)
Letra: Andrew Reed (1787-1862)

A letra do hino do nosso hinário faz alusão ao Salmo 24:4-5, em que o autor, ao mesmo tempo que roga a Deus por sua necessidade de ser ensinado, guiado, pelo Senhor nos Seus caminhos, afirmando a dependência divina; afirma que o Senhor é poderoso para salvar e para manter a dignidade de seus filhos em meio às provas. Ao final, o suplicante declara a sua esperança de encontrar seu Salvador.
A melodia do hino 411 é pequena (8 compassos), mas muito bonita. A progressão harmônica é rica e sensível, lembrando o estilo barroco, ainda que o autor da melodia tenha nascido no final desse período. Emotiva, casa perfeitamente com o tema. Vale a pena estudar as vozes para cantar em harmonia.

Eis a seguir uma tradução livre da poesia, de acordo com o "Seventh-day Adventis Himnal" (Hino 482- Father, Lead Me Day by Day).

Pai, guia-me dia após dia
Sempre no Teu doce caminho
Ensina-me a ser puro e verdadeiro
Mostra-me o que devo fazer

Quando em perigo, faz-me bravo
Faz-me experimentar que Tu podes salvar
Manter-me seguro ao Teu lado
Faz-me permanecer em Teu amor

Quando tentado a fazer o que é errado
Faz-me resoluto, sábio e forte
E quando solitário, que eu permaneça erguido
Escuda-me com Tua poderosa mão

Que eu faça o bem que conheço
Que seja um filho amoroso aqui embaixo
Então enfim, que vá para casa, para Ti
Para ser este filho eternamente

Salmo 25:4-5, 89:13
João 15:10

Materiais:
HASD 411 - SOPRANO- clique aqui.
HASD 411 - ALTO- clique aqui.
HASD 411- TENOR- clique aqui.
HASD 411 - BAIXO- clique aqui.
Partitura Cifrada HASD 411 (redirecionamento)

Características:
  • Duração - Quatro estrofes de oito compassos
  • Execução de dificuldade média - apenas alguns contrapontos entre vozes. O baixo tem uma progressão bem interessante. A harmonia é rica, muitas mudanças de acordes.