segunda-feira, 25 de março de 2013

Tudo Para a Glória de Deus - 1 Coríntios 10:31


A primeira epístola aos coríntios faz uma comparação entre a prática cristã e as competições das maratonas, que eram jogos instituídos entre gregos e romanos. Estes jogos eram assistidos por reis, nobres e governadores e eram realizadas próximo à cidade chamada Corinto. Com o intento de participar desses jogos, o candidato deveria submeter-se a grande disciplina para preparo físico e mental, abstendo-se de qualquer alimento ou prática que interferisse negativamente em seu desempenho.

Estas competições imprimiam grandes riscos para a saúde dos participantes, ainda que o preparo fosse muito rigoroso. O esforço físico era tão grande que alguns caíam no percurso, e em alguns casos houve morte do atleta. Sabe porque se submetiam a tal esforço? Por algo que hoje parece um termo sem significado: honra. Materialmente o atleta vencedor ganhava uma coroa de louros e um ramo de palma, mas seu prazer verdadeiro era ver seu nome ganhar destaque por toda a Terra como digno de grande feito, a começar pelas autoridades presentes.

A Palavra Inspirada traz então algumas comparações desta prática com a vida cristã, ora por semelhança, ora por diferença. Semelhantemente ao preparo do atleta para a maratona, o cristão deve preparar-se para alcançar seu objetivo. Neste preparo estão incluídos os aspectos do apetite e preparo mental para a luta que a ser travada com as potestades celestes, uma luta de vida ou morte. Uma diferença é que nos jogos competitivos apenas um ganha o prêmio, mas na prática cristã nosso Mestre orienta seus seguidores a não serem competitivos, porém cooperativos, levando outros à vitória em Cristo para a salvação eterna. Mas dentre todas, a diferença principal está na motivação: o atleta da maratona de Corinto busca sua própria glória e vantagem com risco da vida, enquanto que o cristão se submete a qualquer sacrifício para a honra de Deus, mesmo a anulação de seus desejos. "Portanto quer comais, quer bebais ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus"


Hoje estamos nos preparando para um acontecimento sem precedentes. Quer saibamos ou não, há uma grande prova pela frente, e embora Cristo nos convide a todos para sermos vencedores, nem todos alcançarão a linha de chegada. A vitória não depende de sermos melhores do que outras pessoas que correm no mesmo sentido, porém de nossa cooperação com Deus, "operando nossa salvação com tremor e temor". O verso de hoje nos diz que até ao comer e beber nós damos testemunho do Deus ao qual adoramos e glorificamos. Nossa mesa é um altar de homenagem, a questão é, para quem?

Classificação
  • Duração Curta
  • Execução fácil
  • Mudanças de compasso: ternário, quaternário, binário composto
Material Disponível
  1. Audio na "playlist" para ouvir online;
  2. Vídeo para assistir online;
  3. Download da letra cifrada e da partitura;
  4. Download da melodia em mp3.


Nenhum comentário:

Postar um comentário